pt +55 (48) 3039 1404 contato@apino.com.br

O que difere o turismo de experiência do turismo “normal”?

Apesar de ainda não ser uma prática comum no Brasil, o turismo de experiência tem atraído muitos turistas que procuram por novas histórias e culturas ao redor do mundo. Mais do que tirar selfies, comprar souvenirs e visitar pontos turísticos famosos, esse tipo de atividade surge como uma alternativa que favorece o protagonismo local e fortalece o desenvolvimento do turismo doméstico.

Seja para uma viagem de 02 ou 05 dias, as viagens de experiência possuem como prioridade o perfil do viajante e o seu interesse em fazer uma nova jornada rumo ao conhecimento. Por isso, se você tem interesse em conhecer novas histórias ou culturas e quer saber mais sobre quais são as principais características que definem este tipo de viagem, continue a leitura desse conteúdo.

Ao final, você também verá algumas ideias de Turismo de Experiência em Santa Catarina. Confira!

O desenvolvimento do Turismo de Experiência

Já ouviu falar em “sightseeing”? Esta é uma expressão comum no Turismo que está relacionado com a contemplação pelos pontos turísticos mais populares, em um curto período de tempo.

Por exemplo, todos os anos, milhares de pessoas visitam o Cristo Redentor, o MASP e o Pelourinho. Esses pontos turísticos são alguns dos cartões-postais mais famosos do Brasil e atraem a maioria dos turistas nacionais e internacionais. Pergunte a qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo: se elas viessem ao Brasil, o que eles gostariam de ver? Provavelmente, alguma das opções que citamos acima estariam na ponta-da-língua.

É neste cenário que surge o Turismo de Experiência, como uma contrapartida a este tipo de atividade “comum” e trazendo a possibilidade do turista encontrar uma nova forma de se aprofundar na cultura e história local.

Turismo de Experiência e o resgate da cultura local

A diversidade entre as culturas são as verdadeiras fontes para a criação de experiências autênticas. Uma tradição peculiar, uma história compartilhada pela comunidade, um traço cultural, tudo isto pode ser aproveitado pelo Turismo.

Dessa forma, o Turismo de Experiência se torna praticamente um aliado do patrimônio histórico e cultural de um destino. É através desse tipo de atividade que a comunidade local tem a possibilidade de resgatar elementos de sua história e criar uma visibilidade maior para todas as pessoas que tiverem interesse em conhecê-la. Quer um exemplo de uma situação como esta?

Então, muitas pessoas que nos procuram para fazer atividades em Florianópolis, costumam solicitar um passeio de barco na Costa da Lagoa para admirar as belezas naturais e experimentar os frutos do mar.

Mas, em um lugar como Florianópolis, onde o principal traço cultural é a pesca, não seria incrível poder unir essas duas atividades e criar uma experiência em alto mar ainda melhor? Pensa só:

Inserindo a pesca artesanal em uma viagem de experiência seria possível fazer um passeio de barco com um pescador local, que ensinaria aos viajantes a como confeccionar uma rede de pesca, explicaria a melhor forma de capturar um peixe e até mesmo como prepará-lo para consumo.

Outra proposta que poderia ser incluída no roteiro seria a preparação (dentro do próprio barco) de um peixe recém-capturado; enquanto ouve os “causos de pescador” e navega pelas belas praias da Ilha de Santa Catarina.

Conseguiu perceber a diferença entre as situações? A partir do Turismo de Experiência, os viajantes podem ter uma experiência muito mais completa e imersiva.

O apoio às comunidades locais

Outro fator relevante acerca do Turismo de Experiência é a sua influência socioeconômica. O SEBRAE, por exemplo, possui uma cartilha voltada para empreendedores do meio rural que explica “como implantar uma cultura de experiência” nas comunidades.

Nessa cartilha, eles explicam como às histórias pertencentes de um determinado destino podem ser utilizadas para estimular a criatividade e a interação dos visitantes aos costumes locais. Ou seja, ao favorecer os pequenos produtores e prestadores de serviços, podemos ajudá-los tanto na geração de uma nova fonte de renda, quanto na disseminação dos conhecimentos pertencentes àquela comunidade local.

Turismo de Experiência em Santa Catarina

Por (ainda) não ser uma prática muito popular no Brasil, este tipo de atividade não é encontrada com muita facilidade, pois requer um nível de conhecimento local que nem todas as pessoas estão dispostas a desenvolver.

Mas, se você quer algumas dicas sobre como planejar a sua viagem de experiência, está no lugar certo. Confira!

  • Planejando uma viagem de experiência:

Uma viagem de experiência varia muito de destino para destino. Mas, o que realmente importa é a escolha de um roteiro com atividades que tenham a ver com a personalidade e os interesses do viajante. Quem gosta de viagens intensas, com experiências autênticas e momentos inesquecíveis, precisa que os seus dias sejam planejados com atividades na medida certa para conseguir realizar todos os seus desejos.

Por exemplo, viajantes que gostam de esportes e aventuras podem preferir um destino onde seja possível praticar alguma atividade ao ar livre, como: remar de canoa em meio à paisagens cênicas, ver o destino incrível em meio a um salto de paraquedas, caminhar por trilhas magníficas que levam a lugares reservados.

Veja alguns exemplos de roteiros de experiência acessando o nosso site: Cicloturismo Serra Catarinense/Encosta da Serra Geral, Volta a Ilha – Florianópolis/SC, Cânions Santa Catarina

Já para os viajantes mais tranquilos, os roteiros gastronômicos são uma excelente opção. De um prato típico local até as comidas de rua, essas experiências podem nos conectar com o local por possibilitar conhecer a origem e o que há de mais autêntico na cozinha do destino que visitamos. Confira alguns dos roteiros de experiência gastronômicas criados pela nossa equipe: Caminho dos Príncipes Gastronômicos e Grande Florianópolis Gastronômica.

Saiba mais sobre a gastronomia em Santa Catarina, leia o conteúdo a seguir: conheça a gastronomia de Santa Catarina.

Enfim, existe uma infinidade de atividades que podem ser realizadas em uma viagem de experiência. E, para ser algo realmente marcante, tanto o planejamento quanto o cronograma de atividades precisam ser muito bem pensados para que o viajante tenha o máximo de aproveitamento do destino. 

Se quiser saber como planejar uma viagem de experiência para você, entre em contato com os nossos especialistas em viagem e monte um roteiro sob medida. Nós podemos te ajudar a desbravar novas culturas e histórias de uma forma única. Clique aqui para saber mais!

O que difere o turismo de experiência do turismo “normal”?
Avalie este post!

Inscreva-se