ptesen +55 (48) 3039 1404 contato@apino.com.br

Mergulho em Santa Catarina

mergulho-em-santa-catarina
Powered by Rock Convert

A prática de mergulho em Santa Catarina vem conquistando cada vez mais adeptos. O estado possui vários locais para a prática da atividade, que pode ser feita por pessoas de todas as idades, desde crianças que podem se divertir vendo espécies marinhas até mergulhadores mais experientes.

O litoral de Santa Catarina apresenta os melhores pontos de mergulho da região Sul do Brasil como a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, em Bombinhas, o local preferido por praticantes do mergulho autônomo.

Quer saber mais sobre os principais pontos de mergulho para explorar em Santa Catarina? Continue lendo o post e confira!

Tipos de mergulhos

Batismo submarino

Mesmo quem nunca mergulhou pode experimentar o esporte pela primeira vez. O batismo é voltado para quem deseja conhecer o fundo do mar sem realizar um curso de mergulho autônomo.

Saiba mais sobre opção de passeio pelo mundo subaquático, próximo a Ilha do Arvoredo ou Ilha do Francês, acompanhado por um instrutor treinado, responsável pelo monitoramento e pelo controle de todos os equipamentos de mergulho.

Flutuação (Snorkeling)

O snorkeling possibilita avistar as espécies aquáticas sem a necessidade de cilindro de ar. É uma prática esportiva de mergulho com o objetivo de recreação, relaxamento e lazer.

O mergulhador usa apenas uma máscara, nadadeiras e um tubo de aproximadamente 40 centímetros para respirar sob a água, desse modo, não há necessidade de tirar o rosto da água para respirar.

Profissional

Mergulho praticado por mergulhadores credenciados e com uso de cilindro de ar comprimido.

O que levar:

  • Toalha
  • Protetor solar
  • Trajes de banho
  • Lanches práticos (barras de cereais, frutas)
  • Muda de roupa
  • Água

Uma opção bem interessante para os mergulhadores mais experientes, é a prática do mergulho noturno, onde é possível observar uma grande quantidade de tartarugas e outras espécies maiores. Já para os adepto do mergulho estilo livre encontram várias opções nas enseadas, costões, ilhas e praias de Bombinhas, Porto Belo, Garopaba e Florianópolis.

Pontos de mergulho em Santa Catarina:

1. Florianópolis

Ilha do Arvoredo

É uma das ilhas que formam a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. É considerada um dos melhores pontos de mergulho não só em Santa Catarina, mas no Brasil todo.

A ilha possui uma grande variedade de espécies marinhas. Durante o mergulho você pode ver peixes como garoupas, badejos e anchovas, além de tartarugas e arraias. A visibilidade chega a 15m durante o verão.

Para chegar até a ilha, distante 11km ao norte de Florianópolis, é necessário fazer um trajeto de barco, com duração de 1h30. São vários pontos de mergulho na Ilha do Arvoredo, eles são escolhidos de acordo com a experiência do grupo que fará o mergulho, e de acordo com as condições do vento. Os barcos saem para o passeio/mergulho durante todos os dias na alta temporada e aos Sábados e Domingos (ou sob reserva feira previamente) durante a baixa temporada.

Há também passeios para a Ilha do Arvoredo saindo de Bombinhas.

Algumas áreas fazem parte da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo e está dentro da área proibida para a prática de mergulho ou pesca segundo o Decreto Federal n.º 99.142/1990. O mesmo vale para pontos como o Calhau de São Pedro e Galé.

Ilha das Aranhas

São duas ilhotas, a Aranha Grande e a Aranha Pequena, localizadas na costa nordeste de Florianópolis, entre as praias do Santinho e Moçambique. Não há praia no local, mas as ilhas juntos possuem sete fendas que possibilitam a pratica do mergulho, onde os mergulhadores com mais experiência podem chegar até 30m de profundidade em certos pontos. A visibilidade do local varia muito, a melhor condição se dá quando a ondulação vem do sul, deixando as águas mais claras e com temperatura superior.

Ilha do Xavier

A ilha encontra-se em frente a famosa Praia Mole, ela é comprida no sentido norte-sul, ficando protegida do vento leste. A profundidade no local varia de 5 a 18m. O local apresenta fortes correntezas dependendo do dia. Na parte sul da ilha, um grande salão abriga uma enorme quantidade de peixes.

Ao lado da Ilha do Xavier, ahá duas ilhotas com pedras ao redor, onde naufragou em janeiro de 2008, o Atuneiro Alalunga VII. Estas ilhotas possuem paredes que despencam para 30 metros ou mais. Este local pode apresentar correntezas fortes em alguns dias.

Ilha do Campeche

Já falamos um pouco sobre a Ilha do Campeche aqui no blog. O mergulho é uma das opções de atividade na ilha, bastante comum devido às suas águas claras e variedade de peixes da região. O mergulho acontece na prainha, com acesso feito por barco. O passeio com mergulho dura cerca de 40 minutos e o equipamento está incluso no valor pago. A profundidade do local varia de 3 a 8m.

Ilha Mata-fome

Localizada em frente a Praia dos Ingleses, é o local ideal para a prática de mergulho feita por iniciantes, já que possui pouca profundidade (em torno de 12m). Há um ponto no local que é chamado de aquário, onde é possível observar uma grande quantidade de peixes coloridos, assim como corais.

Na sua ponta norte tem uma cordilheira de pedras que se estende até 18 metros de profundidade. Nessa localidade, a ondulação sul também gera uma melhor visibilidade. Porém, por ser uma ilha mais próxima da costa, em dias com grandes ondulações o mar pode ficar sujo e batido, tornando-se perigoso.

Praia da Lagoinha

A prática do mergulho livre é comum no local, próximo ao costão. É bastante tranquilo, com águas cristalinas.

Naufrágio dos Ingleses

Ponto pra prática do mergulho localizado em frente à Praia dos Ingleses, onde existe um barco pesqueiro pesqueiro naufragado que abriga várias espécies marinhas. Para a realização de mergulho no local é necessário que as águas estejam claras devido à grande quantidade de pontas de ferros, podendo ser perigoso devido a pouca visibilidade. Não é recomendada a entrada no barco naufragado pois além das pontas de ferro e lama em seu interior, qualquer descuido pode levar a um breu total e desorientação na área do naufrágio. A profundidade máxima do local é de de 7 metros.

2. Bombinhas

No meio turístico, a cidade de Bombinhas é conhecida como “A capital do mergulho ecológico”, pois o mergulho pode ser realizado o ano todo. O local é ponto de encontro de duas correntes marítimas. Praias com águas critalinas e areias brancas atraem muitos turistas durante o ano todo. Esteja preparado para o movimento caso você vá na alta temporada. São várias opções de mergulhos, para pessoas de todas as idades, dos iniciantes aos mais experientes.

O município tem 60% do seu território rodeado pela Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, a única reserva marinha no Sul do país, por isso grande parte da área de Bombinhas é de preservação permanente.

Além da Ilha do arvoredo, é possível mergulhar em alguma das 39 praias da cidade. As melhores são Sepultura, Lagoinha, Biguá e no costão esquerdo da Praia de Quatro Ilhas. Em todas elas, mesmo no raso, é possível ver uma infinidade de peixes e crustáceos e também visitar piscinas naturais.

Praia da Sepultura

É uma das praias mais conhecidas de Bombinhas, possuindo vários costões com ótimas condições para o mergulho livre, ótimo para quem está começando. As águas são claras e tranquilas, ambiente ideal para observar a fauna e flora marinha da região.

Ilha do Macuco

O Navio Orion naufragou no ano de 1912, próximo a ilha – na enseada de Mariscal, e é até hoje objeto da curiosidade dos mergulhadores. A profundidade no local varia de 2 a 11m e as águas não apresentam visibilidade muito clara, mas a possibilidade de observar o que sobrou do Orion e os peixes que usam o navio como toca para escapar de predadores faz deste um local interessante para a prática do mergulho.

3. Portobelo

Sua ilha possui 6 trilhas subaquáticas mapeadas, que levam os mergulhadores aos principais pontos de observação da fauna marinha local. Todos podem se divertir, mesmo crianças e pessoas que não têm prática no esporte podem experimentar essas trilhas, que oferecem acompanhamento de monitores.

4. Garopaba

Ilhas do Coral, Moleques do Sul e Ilhote de Siriú

Esses são os melhores pontos para a prática de mergulho livre e autônomo da região de Garopaba. Há opções de batismo submarino para os iniciantes e aulas para quem quer se aperfeiçoar.

Avalie este post!

Facebook

Inscreva-se

Eventos