pt +55 (48) 3039 1404 contato@apino.com.br

4 estratégias para redução de custos operacionais de sua empresa

4 estratégias para redução de custos operacionais de sua empresa
Avalie este post!

A correta redução de custos operacionais é elemento essencial ao sucesso empresarial. Organizações “enxutas” atuam com mais liberdade no mercado, possuem vendas mais lucrativas e são ainda mais atraentes para novos investimentos.

No entanto, há que se considerar as diversas possibilidades de redução de custos. Muitas delas, inexploradas na instituição. É possível falar em economia por escala de produção, renegociação de preços com fornecedores ou, ainda, corte de custos não estratégicos.

Pensando nisso, elaboramos um artigo para você. Nele, vai conhecer 4 estratégias eficazes para redução de custos operacionais de sua empresa. Continue a leitura!

1. Economize por escala de produção

Ao produzir eficazmente e extrair o máximo dos diversos recursos empresariais, especialmente os financeiros, é possível gerar a famosa economia em escala.

Significa dizer que os custos fixos continuarão os mesmos, porém, o nível de entrega da organização será muito maior. Assim, os custos serão rateados por um número maior de produtos produzidos ou vendidos, o que gera economia e preços mais competitivos.

Então, foque na otimização da produtividade, objetivando extrair o máximo de cada recurso envolvido no processo produtivo. Logo, terá melhores resultados.

2. Renegocie os preços com fornecedores

Grande parte dos custos estão no estoque da empresa e são provenientes de alguns fornecedores. Negociar um preço de compra melhor é essencial à saúde financeira da firma, bem como ao aumento da sua competitividade no mercado.

A negociação, no entanto, não deve ficar sob a responsabilidade do setor de compras. É importante que o empresário ou gestor responsável comprometa-se pessoalmente.

O mais interessante é chegar ao fornecedor com um número pronto, isto é, sabendo o percentual de desconto que precisa (3%, 5%, 10%). Informe que, para se manter competitivo, precisa desse desconto, caso contrário buscará novas parcerias.

3. Elimine os custos não estratégicos

Bob Fifer, economista de Harvard, em seu livro “Dobre seus lucros”, afirma que é possível dividir os custos em: estratégico e não estratégico.

O custo estratégico é aquele capaz de gerar novos negócios ou potencializar os resultados, como ações de marketing e de incentivo aos profissionais. O custo não estratégico, no entanto, é essencial à existência da firma, como água, luz e aluguel.

O objetivo é reduzir ao máximo o custo não estratégico, desde que não afete a empresa. O custo estratégico, por sua vez, precisa ser otimizado para fechar novos negócios, potencializar a sobrevivência e crescimento da empresa.

4. Terceirize as atividades-meio

O mais interessante é que a empresa mantenha-se focada em seu business core, isto é, sua atividade-fim (seja a venda ou produção de produtos). Muitas das outras atividades podem ser realizadas por agências externa, garantindo a redução de custos.

Imagine a viagem de uma equipe. Tudo pode ser resolvido dentro da empresa, mas não com diligência e máxima eficiência (o que gera custos adicionais). Ao contar com uma agência de turismo, no entanto, tem-se maior conforto, segurança e até economia.

Agora, você está por dentro do assunto! Use as estratégias aqui citadas para uma correta redução de custos operacionais, mantendo o negócio enxuto e competitivo para se destacar no mercado. Assim, ótimos resultados poderão ser conquistados.

Aproveite para nos seguir no Facebook, LinkedIn e Twitter e acompanhar nossas novidades. Vamos lá!

Inscreva-se

Viagens para eventos

Viagens de incentivo